GRANDES RESPOSTAS À ORAÇÃO COMEÇAM COM A ORAÇÃO!

"Assim diz o Senhor: “Clame a mim, e eu responderei a você”. O nosso clamor convida – e garante – a resposta de Deus! Podemos afirmar como Davi: “Com a minha voz clamo ao SENHOR, e ele do seu santo monte me responde” (Salmos 3:4).

Os homens e mulheres do Velho Testamento viram Deus como seu Pai e fizeram que a comunhão com Ele em oração fosse uma parte natural de suas vidas. Os líderes de Israel eram notados pelo hábito de irem ao Pai em oração. Oração, louvor a Deus e Suas poderosas respostas são o maior tema do Antigo Testamento. Vejamos alguns exemplos:

Elias, humano como nós, orou com fé para que não chovesse, e não choveu – nem uma gota durante três anos e meio. Depois, orou para que chovesse, e choveu (Tiago 5:17). O Deus poderoso era real para Elias. Orar para ele significava projetar Deus com Sua força total no mundo, de forma a desagravar Seu nome. Jamais chamou para si fama ou algum prestígio pelos resultados positivos de suas orações. Amém?!

O décimo capítulo de Josué descreve a poderosa intervenção de Deus numa prolongada batalha entre os israelitas e seus inimigos como um resultado de oração. A noite estava rapidamente chegando, e os israelitas descobriram que eles precisavam de algumas horas mais da luz do dia para assegurar a vitória. Josué, valoroso homem de Deus, interveio em oração ao Senhor dos Exércitos: “Então, Josué falou ao SENHOR, no dia em que o SENHOR entregou os amorreus nas mãos dos filhos de Israel; e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeão, e tu, lua, no vale de Aijalom. E o sol se deteve, e a lua parou até que o povo se vingou de seus inimigos. Não está isto escrito no Livro dos Justos?” (Josué 10:12 e 13). O Senhor, assim, atendeu à voz de um homem em oração.

Vejam bem! Deus faz grandes milagres em resposta às nossas orações: “Porque para Deus não haverá impossíveis em todas as suas promessas”. O sol se deteve! Amém?!

No meio de dificuldades e de profundas tristezas, é sempre a Deus que Davi recorria. Muitas pessoas pioram sua situação, recorrendo a outros meios, como a reclamações, críticas e murmurações. Sob perseguição física Davi sofreu os efeitos negativos que ela produziu no seu íntimo. Ele fora ensinado a apresentar a Deus as suas tristezas: “À tarde, pela manhã e ao meio-dia, farei as minhas queixas e lamentarei; e ele ouvirá a minha voz” (Salmos 55:17). Davi orou por três vezes no dia: pela manhã, ao meio-dia e à tarde. E o Senhor o socorreu. Amém?!

A experiência de Davi, durante uma das suas horas mais difíceis, deu-lhe experiência para nos exortar a buscar o socorro de Deus, quando em dificuldades: “Confia os teus cuidados ao Senhor (em oração), e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado” (Salmos 55:22).

Nenhuma missão foi mais majestosa em propósito e resultados do que a de Moisés no Egito diante de faraó. O grande mover de Deus originou-se com e foi produzido pelas orações dos homens intercessores. Suas orações trataram diretamente com Deus. E o Senhor ficou satisfeito em basear Sua ação nas orações de Seus santos. É verdade! Como as nossas orações influenciam grandemente ao nosso Deus. Amém?!

Quando as rãs subiram à terra do Egito: “Chamou Faraó a Moisés e a Arão e lhes disse: Rogai ao SENHOR que tire as rãs de mim e do meu povo; então, deixarei ir o povo, para que ofereça sacrifícios ao SENHOR (Êxodo 8:8); “Então, saíram Moisés e Arão da presença de Faraó; e Moisés clamou ao SENHOR por causa das rãs, conforme combinara com Faraó. E o SENHOR fez conforme a palavra de Moisés; morreram as rãs nas casas, nos pátios e nos campos” (Êxodo 8:12 e 13).

Moisés tinha livre acesso a Deus. Aqueles que procuram conhecer a Deus como Moisés conhecia, poderão obter como ele poderosas respostas às suas orações. Amém?!

Abílio Chagas